Posted by: licedoa | June 1, 2012

Marilyn Monroe

Nascida em 1º Junho de 1926, Marilyn comemoraria hoje seus 86 anos. Apesar de seu fim trágico, há uma história que muitos deixam de lado: a história de Norma Jeane Mortenson, seu verdadeiro nome. Antes de todos os altos e baixos da fama e do glamour, Norma Jeane era apenas uma garota com um sonho grande, mas que necesitaria de muita batalha ao longo de sua história.

Por causa de um problema psicológico, Glady Pearl Monroe, mãe de Norma Jeane, foi internada em um hospício, quando Norma tinha apenas nove anos. Com isso, Norma ficou entre a casa de parentes e orfanatos. Mas em 1937, ela conseguiu se mudar para a casa de uma amiga de família, Grace McKee. Após cinco anos, o marido de Grace teve de ser transferido a trabalho. Como eles não podiam mais ficar com Norma e ela tinha apenas 16 anos, ela teve que decidir se voltava para o orfanato ou casava com o namorado, Jimmy Dougherty. Acabou escolhendo a segunda opção.

Uma coisa que fazia muita falta para Marilyn era o fato de nunca ter conhecido seu pai biológico. Algumas histórias apontam que Charles Stanley Gifford poderia ter sido seu pai verdadeiro, já que ele e Gladys trabalharam juntos no estúdio RKO e teriam namorado por um tempo. Na certidão de nascimento consta que seu verdadeiro pai é Martin Edward Mortenson, que namorava Gladys quando estava grávida. Depois de casar-se com Jimmy, Marilyn chegou a investigar a família em busca do pai biológico, mas conseguiu apenas mais dúvidas.

Marilyn iniciou sua carreira fazendo pontas e participações em pequenos filmes. Mas seus dons para a comédia e sua beleza voluptuosa a levaram ao estrelato. A atriz ficou conhecida por seu papel em Torrentes de Paixão, de 1953, onde interpretava uma mulher sensual e enigmática. Com o sucesso, Marilyn foi logo chamada para um de seus filmes mais famosos: Os Homens Preferem as Loiras, no qual podemos ver a cena inesquecível de “Diamonds Are a Girl’s Best Friend”.

Porém, com a fama aparecem também os problemas.  Em 1954, Marilyn casou-se pela segunda vez. Após um namoro de dois anos, o jogador Joe DiMaggio pediu a mão de Marilyn. Durante a lua de mel, Marilyn fez uma apresentação para os militares que serviam na Coréia. A performance cansou ciúmes em Joe e aquele foi o início de um casamento infeliz que durou apenas nove meses. Marilyn casou-se e divorciou-se mais uma vez e enquanto sua fama aumentativa, mais sozinha ela se sentia.

A musa de Hollywood foi encontrar conforto em um relacionamento extraconjugal com o então presidente dos Estados Unidos, John F. Kennedy. Eles se relacionavam mesmo antes dele tomar posse. Com medo de ser prejudicado por causa do relacionamento, Kennedy tentou se afastar de Marilyn. Mas no dia de seu aniversário, Marilyn fez uma grande surpresa para Kennedy, que pode ser vista no vídeo abaixo:

Em 5 de Agosto de 1962, Marilyn foi encontrada morta em sua casa. Ela tinha só 36 anos. A causa de morte relatada pelos legistas foi overdose por ingestão de barbitúricos, ou seja, sedativos.

Marilyn serve até hoje de exemplo de símbolo sexual, glamour e fama. Mas sua figura mostrou que devemos ter muito cuidado para que o sucesso profissional não destrua a vida pessoal. Deixo vocês com os três maiores filmes de Marilyn e um vídeo da série Smash, que retrata a vida da atriz através de uma peça na Brodway.

O Pecado Mora ao Lado

Sinopse: Richard Sherman (Tom Ewell) é um editor de livros que sente-se “solteiro” quando a mulher (Evelyn Keyes) e o filho (Burch Bernard) viajam em férias. Ele começa então a ficar cheio de idéias quando uma bela e sensual jovem (Marilyn Monroe), que é modelo e sonha ser atriz, torna-se a sua vizinha.

Trailer

Os Homens Preferem as Loiras

Sinopse: Duas dançarinas, Lorelei (Marilyn Monroe) e Dorothy (Jane Russell), embarcam num cruzeiro rumo a Paris, a pedido do milionário noivo de Lorelei. O pai do noivo contrata um detetive (Elliott Reid) para seguí-las e conseguir provas de infidelidade de sua futura nora, criando uma série de confusões em alto-mar.

Trailer

Quanto Mais Quente Melhor

Sinopse: Chicago, 1929. Joe (Tony Curtis) e Jerry (Jack Lemmon) são músicos desempregados, que estão desesperados por trabalho. Eles acidentalmente testemunham o Massacre do Dia de São Valentim, assistindo o criminoso Spats Colombo (George Raft) e seu cúmplice aniquilarem Toothpick Charlie (George E. Stone) e sua gangue. Forçados a apressadamente deixarem a cidade, Joe e Jerry pegam o primeiro trabalho que podem arrumar: tocar na banda de garotas da Sweet Sue (Joan Shawlee) e suas Sincopadoras. Em trajes femininos, os dois se juntam ao resto da banda em um trem que vai para Miami, Flórida. Diante desta situação, Joe adota o nome de Josephine e Jerry torna-se Daphne. De repente eles vêem Sugar Kane (Marilyn Monroe), a vocalista da banda de Sweet Sue. Jerry se apaixona na hora, mas Joe o lembra que ele não pode se fazer notar.

Trailer

Comentem contando o que vocês acham da Marilyn Monroe. Conhecem o trabalho dela? Já viram esses filmes? Qual é o favorito de vocês? Qual faltou na lista?

Faça parte da nossa página no Facebook, veja conteúdos exclusivos e participe de promoções!


Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

Categories

%d bloggers like this: