Posted by: licedoa | June 5, 2012

Relembrando Lilian Lemmertz

Lilian Lemmertz, mãe de Júlia Lemmertz, não começou como atriz. Quando em Porto Alegre, ela se formou como professora de Literatura. Um belo dia, um amigo do curso de inglês a tentou convencer a trabalhar em uma peça chamada À Margem da Vida. Ali começava a curta, porém brilhante carreira de Lilian. Hoje, lembramos os 26 anos de sua morte.

No teatro Lilian esteve em inúmeras peças e chegou a ganhar o prêmio SACI como melhor atriz coadjuvante na peça “Quem tem Medo de Virginia Woolf?”. No cinema a atriz foi musa do diretor Walter Hugo Khouri, com quem trabalhou em As Amorosas, além de outros sete filmes. Vamos conhecer um pouco mais da carreira dessa grande atriz:

As Amorosas

Sinopse: Jovem estudante universitário, vive em permanente estado de perplexidade e indecisão emocional, o que se reflete em todas as suas atitudes e tomadas de posição frente à vida. De formação burguesa, vive quase na pobreza, morando em casa de amigos e arranjando dinheiro com pequenos serviços e com empréstimos conseguidos de sua compreensiva mãe. A falta de qualquer perspectiva provoca nele uma angústia permanente, que se traduz em dolorosa frustração. O único derivativo que encontra é o amor físico, que o leva a estabelecer relações com os mais diversos tipos de mulheres, entre elas uma jovem estudante e uma atriz de televisão. Mas não encontra satisfação no sexo e tudo o leva ao caos profundo, em que os impulsos mais diversos e inesperados o conduzem a uma inevitável auto-destruição. Embora todas as contradições, ainda há nele uma legítima ansiedade, uma busca permanente de algum valor maior que o livre do mundo opressivo que o cerca.

Trailer

Copacabana Mon Amour

Sinopse: Sônia Silk circula por Copacabana, no Rio de Janeiro, com o grande sonho de ser cantora da Rádio Nacional. Ela é irmã de Vidimar, empregado apaixonado pelo patrão, o Dr. Grilo. Sônia Silk vê espíritos baixarem em seres e objetos e procura o pai-de-santo Joãozinho da Goméia para livrá-la desta aflição.

Trailer

Cordélia, Cordélia

Sinopse: Uma mulher de 28 anos, ilhada entre quatro homens, é posta repentinamente ante uma sistemática de vida nunca desejada. As situações vão se desencadeando sob uma perplexidade passiva de Cordélia, que vê sua vida desfolhar, sem que ela mesma perceba a profundidade das situações que a absorvem com a dinâmica de uma vertigem. O marido Leônidas, personalidade sonhadora e dispersiva, é a principal alavanca dos acontecimentos que se precipitam. Ao mesmo tempo em que Cordélia transige em sua vida efêmera, Leônidas se lança numa espécie de aventura política, sem perceberem ambos que suas vidas estão num processo de autodestruição e apoiadas em bases extremamente frágeis.

Eros, o Deus do Amor

Sinopse: São Paulo, grande metrópole. Marcelo, 48 anos, casado com Eleonora, pai de Berenice, declara seu amor e ódio pela cidade. Por intermédio de Ana, sua atual amante que trabalha numa galeria de arte, Marcelo lembra suas fascinações e seus amores pelas mulheres que passaram pela sua vida.
Entre elas, acham-se: a mãe desejada; a professora de inglês com quem, em 1945, se envolvera sexualmente; o fascínio de criança por uma líder comunista em 1935; a empregada que cuidava dos cavalos da fazenda de sua mãe; a colegial virgem em 1969; a amante masoquista; Ada, que procurou mudar sua vida; duas prostituas; a astrônoma que lhe falou da infinitude do universo; a escultora que não conseguiu modelar seu rosto em argila; a japonesa de um bordel da Liberdade; a professora de filosofia que lhe ensinou o amor pelas idéias platônicas.

Trailer

As Deusas

Sinopse: Ângela, hipersensível, insegura e problemática, é paciente de Ana, jovem psiquiatra sem muita experiência profissional. Na origem da depressão da primeira, estão diversos fatores, inclusive sua ligação com Paulo, misto de dominador e vítima. Admitindo ter conduzido de forma indevida o tratamento de Ângela, Ana quer passar o caso para um profissional mais experiente, e empresta sua casa de campo para que sua paciente se isole e repouse. Ângela, porém, tem necessidade da presença de Ana, e Paulo se vê na contingência de chamar a doutora, que não conhecia, diante da inquietação de sua mulher. A casa passa a ser então um pólo catalisador para essas três pessoas, que começam a misturar suas emoções, seus problemas, seus sentimentos e até suas personalidades.

Trailer

Faça parte da nossa página no Facebook e receba conteúdos exclusivos!


Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

Categories

%d bloggers like this: